COMUNIDADE DA ASCENSÃO

Rua Bento Gonçalves, 2394
Centro, 93.510-000,
Novo Hamburgo/RS
Telefone: 3582-4399 / 9166-6623
Plantão Pastoral: 9218-6696
E-Mail: ascensao@ascensao.org.br

Menu
setembro 2017
S T Q Q S S D
« fev    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
 
  • 79745Total de visitas:
  • 13(média) de visitas por dia:
500º Aniversário
figuras_611
Faltam 0 anos, 35 dias
para os 500 anos da Reforma.
Tema do Ano 2013
Restauração Frontal
Rádio Online
Ouça a Rádio União FM de Novo Hamburgo/RS
Ouça com o Windows Media player
Ouça com o Winamp
Ouça a Radio União enquanto navega
Tema da IECLB 2013
Culto Infantil
Durante os culto de domingo há Culto Infantil, das 09h30 às 10h30. Nossa equipe está preparada à espera de seus filhos/as ou netos/as. Traga-os para que façam parte deste Projeto Comunitário. Aqui, eles serão imersos em valores cristãos, diretamente retirados das Sagradas Escrituras, através de histórias bíblicas narradas, dinâmicas de grupo, momento da arte, orações e canções evangélicas. Se você gosta de crianças, venha ser uma coordenadora. Nosso grupo conta com oito pessoas e ficaremos felizes de ter você conosco.
Arquivo Mensal dos Eventos Comunitários

CECRIFE

CENTRO CRISTÃO FEMININO (CECRIFE) 

Estrada Presidente Lucena, 3021, Bairro Primavera
Cx.P. 126 – CEP 93340-480, Novo Hamburgo-RS
Fone: 51 3595-3435; Fone Fax: 51 3582-4399
E-mail: cecrifequerubim@aevas.org.br

 

 

Histórico

Em 1977, numa estatística no Hospital Darcy Vargas, Novo Hamburgo, constatou-se 387 mães solteiras que lá tiveram seus filhos. Entre estas, 27% não tinham para onde serem encaminhadas; se encontravam abandonadas pelo companheiro ou familiares; algumas eram demitidas de seus trabalhos ou voltavam para as ruas, donde já viviam em situação de vulnerabilidade e miséria. Em entrevista com estas mulheres/meninas, constatou-se também que a grande maioria não havia feito o pré-natal e nem sido conscientizadas devidamente sobre o fato de serem mães. Esta realidade levou um grupo da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana da Ascensão a pensar ações que pudessem ajudar estas mães em situações extremas de abandono, vulnerabilidade e falta de assistência e na construção de uma casa onde estas ações pudessem ser efetivadas.

Assim, em 16 de março de 1980 foi inaugurado o Centro Cristão Feminino – CECRIFE. A casa foi construída mediante doações de terreno, material e mão de obra. O CECRIFE foi construído para abrigar até 18 mulheres gestantes de toda região próxima a Novo Hamburgo. O trabalho inicialmente era coordenado pela Irmã Hildegard Hertel, da Casa Matriz de Diaconisas/IECLB (Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil). O restante do trabalho, como oficinas, educação e assistência era mantido por 19 voluntárias da própria Comunidade da Ascensão. A subsistência do CECRIFE era mantida através de doações e trabalho voluntário.

Em 1996, em função da dificuldade de manter uma instituição com doações e trabalho unicamente voluntário e em função de uma realidade social complexa que demanda a atuação de profissionais para encaminhar situações extremas de violência, drogadição, desestrutura emocional, o CECRIFE passou a ser mantido por uma ONG, Associação Evangélica de Assistência Social – AEVAS de Novo Hamburgo. Hoje, o CECRIFE conta com duas coordenadoras, uma assistente social e uma auxiliar de serviços gerais financiadas por recursos de projetos assistenciais, duas psicólogas e uma pediatra que exercem voluntariado e um grupo de voluntárias que ajudam a manter as oficinas e os trabalhos manuais. Em seus 25 anos, já passaram pelo CECRIFE mais de 3000 (três mil) mulheres gestantes.

 

Função do CECRIFE

O CECRIFE é uma casa de passagem para mães gestantes em situação de vulnerabilidade social. A instituição atende uma situação específica de meninas vítimas de violência e/ou abandono. Estas meninas, entre doze e dezoito anos, chegam ao CECRIFE encaminhadas pelo Conselho Tutelar ou Assistência Social. Entram na casa durante a gestação, permanecendo até dois meses após o nascimento de bebê, quando então são encaminhadas ao Conselho Tutelar ou assistência responsável.

Durante a permanência no CECRIFE, são atendidas pela assistente social local e encaminhadas para o exame de pré-natal e outros afins. São convidadas a participar das oficinas oferecidas pela instituição, como trabalhos manuais (tricô, crochê, costura, bordado), oficinas de pão, assessoria de ONGs que trabalham prevenção e planejamento familiar; são conscientizadas a seguirem o regulamento interno da casa e realizar tarefas como limpeza do próprio quarto e roupas; são também acompanhadas por psicológicas quando necessário.

O trabalho de todo profissional e do voluntariado no CECRIFE, bem como da coordenação, tem por meta dar suporte e assistência às futuras mães enquanto na casa, preparando, num espaço de tempo estreito e muitas vezes limitado, sua saída da casa e sua reinserção na sociedade.

 

Metas

Atualmente, o CECRIFE tem a capacidade de atender simultaneamente 24 (vinte e quatro) mães solteiras desamparadas. É nossa meta continuar com atendimento desse número de Gestantes.

 

Perfil das Gestantes Atendidas no CECRIFE

Situação de vulnerabilidade social, ou seja: mulheres/meninas com histórico regresso de violência física, moral e/ou sexual; situação de moradia nas ruas, abandono, desestruturação familiar e outras; hábitos de vivências nas ruas, onde as regras são de sobrevivência e não de convívio social.

 

Regras para Inserção na Casa

a) Ser encaminhada pelo Fórum, Defensoria Pública, Conselho Tutelar ou Assistência Social;

b) Apresentar exames que comprovem situação gestacional;

c) Não ser dependente química;

d) Deverão chegar à casa acompanhadas por um responsável do órgão encaminhador, ou seja, conselheiro tutelar, assistente social ou representante legal da referida instituição.

 

Missão

Lutar em favor da vida, num momento em que vidas são multiplicadas.

Objetivo

Acolher gestantes em situação de vulnerabilidade social, proporcionando-lhes abrigo, alimentação, exames pré-natais, resgate da auto-estima e preparo para assumir o desafio de ser mãe.

 

Metodologia de Trabalho

O CECRIFE realiza um trabalho de valorização do ser humano de uma maneira igualitária respeitando a individualidade de cada um. Buscamos através de trabalho em grupo, meditação, oração, estudos bíblicos e oficinas de trabalhos manuais e artesanais, despertar o lado criativo, valorizando a auto-estima e o respeito mútuo. São atendidas também suas necessidades básicas de higiene alimentação e saúde. São encaminhadas aos exames pré-natal, neo-natal e outros que se fizerem necessários, dentro dos preceitos do SUS (Sistema Único de Saúde) – atendimento universal e gratuito junto aos postos de saúde e hospitais públicos.

Buscamos interagir com o grupo de uma maneira ética e de responsabilidade, a fim de garantir às hóspedes e equipe de trabalho, o respeito mútuo e condições dignas, saudáveis e de integração na convivência diária. O CECRIFE conta com a ajuda voluntária de uma psicóloga que convive semanalmente na casa, a qual as jovens são encaminhadas para atendimento individual. Recebemos visitas de diversos seguimentos (previamente agendados com a coordenação da casa), entre esses estão:

a) Grupos de OASES e estudantes de teologia que trazem mensagens baseadas no tripé de sustentação espiritual que são o amor, a esperança e a fé;

b) Escolas de Enfermagem, ONG’s e Universitários que trabalham questões como planejamento familiar, cuidados com a criança e consigo entre outros;

c) Familiares das hóspedes, bem como representantes dos Conselhos Tutelares e Serviço de Assistência Social.

 

 

Video sobre o CECRIFE